A Experiência Multimidiática da Magnum in Motion

Categoria: AutoresePensamento e teoria.

12/05/2016

01 Bongo Fever Chien-Chi Chang

A agência Magnum foi fundada 1947 por grandes fotógrafos como Henri Cartier-Bresson e Robert Capa e já teve outros membros renomados como Mary Ellen Mark, Steve McCurry e Sebastião Salgado em sua equipe. A principal ideia que norteia as fotografias da agência é produzir um pensamento e dividir com o mundo novas experiências visuais, tendo sempre curiosidade sobre o mundo e sobre as pessoas com respeito aos acontecimentos e um desejo de transcrever os fatos aos espectadores.

02 Bongo Fever Chien-Chi Chang 03 Bongo Fever Chien-Chi Chang

Dessa ideia, surge o Magnum in Motion, uma experiência multimidiática online criada em 2004 com o intuito de criar narrativas visuais através de imagens fotográficas. As fotografias pertencem aos fotógrafos ligados à agência e através delas são feitos pequenos documentários jornalísticos e documentais. As fotografias se relacionam no modelo de ensaio e formam verdadeiras obras audiovisuais, onde a imagem está sempre se relacionando com o som e a escrita, tanto em questão de narrativa, quanto de montagem, o que inova na dramaturgia presente na internet e na nossa percepção imagética.

1 Free Nowrooz - Thomas Dworzak

As fotografias do Magnum in Motion são compostos por essa dialética, onde temos elementos documentais e ficcionais. Isso porque, as imagens podem ser interpretadas somente pela sua carga de realidade (já que provém do fotodocumentarismo), mas são principalmente complexas porque unem modelos híbridos de utilização e plataforma. É possível pensar, desse modo, para onde essas imagens nos conduzem e como elas se conectam com as nossas ideias e com as outras imagens. O modelo audiovisual do projeto representa a fragmentação do espaço em diversas partes e o momento de hibridização entre as imagens, as representações e a mediação tecnológica, formando o que podemos chamar de metáfora visual.

2 Free Nowrooz - Thomas Dworzak 3 Free Nowrooz - Thomas Dworzak

Ao brincar com um produto audiovisual e o modelo de interface ensaítica, a Magnum revoluciona o modo com que estamos acostumados a ver fotografias jornalísticas e documentais. Elas deixam de ser ilustrativas, como são usadas na maioria dos casos, e passam a ser modelos complexos, onde a junção fotografia, texto e áudio liberam dimensões nunca antes exploradas por uma experiência parecida. Infelizmente, o projeto parece estar parado, mas com certeza é um exemplo de formas complexas de utilizar fotografias jornalísticas e documentais e que, sem dúvida, provocam conhecimento.

_______________________

Texto por Anna Carvalho

Docente e Doutoranda em Artes Visuais – annaleticia@gmail.com